Importância da alimentação saudável para bebês – Natue

Artigos > Alimentação para bebês

Alimentação para bebês – Saiba tudo sobre o tema na Natue!

Qual a importância de uma alimentação saudável para os bebês? Essa e outras respostas aqui!


Alimentos para Bebês

Cuidados com a alimentação de bebês

A alimentação é um processo muito importante para o desenvolvimento dos bebês desde o seu nascimento. Nesse primeiro momento recomenda-se a oferta de leite materno, que deve ser em livre demanda, ou seja, de acordo com a vontade do bebê até os primeiros seis meses de vida. O leite materno é um alimento completo composto por água, gordura boas, vitaminas, minerais e tudo que o bebê precisa para crescer forte e saudável, por isso, as crianças que estão em aleitamento materno exclusivo não precisam tomar água ou chás.

Para que a produção de leite seja adequada e de qualidade, a boa alimentação materna é indispensável, por isso, o consumo de alimentos saudáveis pelas mamães é essencial, pois tudo que for consumido será utilizado para produção de leite. Por isso, priorize alimentos integrais, frutas, verduras, alimentos cozidos e assados.

Além da alimentação adequada e variada, deve-se aumentar a ingestão de líquidos, principalmente água, para aumentar a produção de leite. A mamãe também precisa ter cuidado com alguns alimentos que devem ser evitados, como refrigerantes, doces e açúcar, café, pimenta e bebidas alcóolicas para garantir um leite de qualidade e evitar desconforto abdominal ao bebê.

Curiosidade: o sabor do leite materno varia de acordo com os alimentos ingeridos pela mãe sendo uma grande vantagem na hora de introduzir novos alimentos na dieta do bebê a partir de seis meses, pois ele terá mais facilidade em aceitar novos sabores.

A partir dos seis meses completos, o bebê já maturidade neurológica e fisiológica e pode-se iniciar uma nova fase conhecida como alimentação complementar, ou seja, outros alimentos e líquidos já podem ser oferecidos ao bebê. No entanto, durante esta fase devem-se tomar alguns cuidados quanto à alimentação do pequeno, pois lembre-se que o bebê estará provando novos sabores pela primeira vez e precisara de um tempo para adaptar-se, o segredo é ter paciência e tornar esse momento muito prazeroso para facilitar a aceitação alimentar da criança.

Durante o preparo das refeições é de grande importância à higienização correta dos alimentos, assim como das mãos de quem irá preparar a comida, utensílios e do armazenamento correto para evitar a oferta de alimentos estragados ou contaminados na comida para bebê.

Vale a pena ressaltar que, os maus hábitos alimentares podem acarretar prejuízos desde desnutrição e déficit de crescimento até excesso de peso e obesidade, que pode se estender ao longo da vida. A obesidade esta diretamente relacionada ao aparecimento de doenças crônicas como o diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre muitas outras complicações.

Os alimentos ofertados ao bebê devem ser naturais e de preferência orgânicos (cultivados sem conservantes e sem agrotóxicos). O preparo dos alimentos deve ser diário, já que o alimento perde suas propriedades ao longo de tempo.

Observação: Segundo o Ministério da Saúde, mesmo com a introdução da alimentação complementar, recomenda-se a oferta de leite materno durante os intervalos das refeições até os dois anos de idade.

 

Alimentação saudável para bebês

Para iniciar essa nova fase e ter um bebê saudável, é importante ter planejamento e organização, evitando ofertar diversos alimentos na mesma refeição. É importante lembrar que o bebê irá aprender a comer primeiro, por isso, não há necessidade de oferecer grandes porções. Veja as dicas para as comidas para bebês:

  • Na primeira semana, introduza um suco de fruta no intervalo da manhã. Comece com uma fruta só e sem adição de açúcar: mamão, cenoura, melancia, maçã;

 

  • Observe a aceitação do bebê e não crie muitas expectativas, pois é normal a rejeição nesse primeiro momento. Caso o bebê rejeite um alimento na primeira vez, espere mais alguns dias e ofereça novamente, pois ele precisará consumir algumas vezes para se adaptar.

 

  • Espera-se que em um período de aproximadamente duas semanas o paladar do bebê já esteja se acostumando com os novos sabores, então poderemos avançar para outra etapa;

 

  • Neste segundo momento (passados quinze dias), iniciaremos a introdução de alimentos mais sólidos, neste caso chegou a hora de conhecer as frutas devendo ser servidas na consistência de papa para facilitar a aceitação, visto que, os bebês nessa idade ainda não apresentam dentição completa. Podem ser incluídas no lanche da tarde. Sugestão de frutas: banana prata, maçã, pera e mamão;

  

  • É importante respeitar esse período de transição de novos grupos de alimentos e observar a aceitação para que seja possível avançar para outro. Caso o bebê apresente dificuldades, converse com o médico pediatra ou nutricionista.

 

  • O terceiro passo, próximo aos oito meses do bebê, é hora de oferecer a papa salgada que devera ser servida no lugar da mamada do almoço.

Escolha uma fonte de carboidrato, como purê de mandioca, mandioquinha, abóbora, batata, batata doce; um ou dois tipos de legumes e proteínas, que podem ser de origem animal ou vegetal, como feijão, grão de bico, lentilha, entre outros.

Cozinhe com pouca água ou no vapor para não ter grande perda de nutrientes e não utilize sal, prefira ervas naturais e evite liquidificar. O ideal é que amasse todos os alimentos com um garfo e ofereça separados, para que o bebê possa conhecer todos os sabores.

Importante: peixe, mel e clara de ovos devem ser oferecidos após o primeiro ano de idade, pois são alimentos altamente alergênicos.

 

  • Quarto e último passo: introduza as papas salgadas no jantar e seja muito criativo criando novas receitas e introduzindo novos alimentos durante as refeições do bebê. A consistência também deve evoluir conforme o bebê for aprendendo a mastigar.

 

  • Após o primeiro ano, o bebê já pode se alimentar com a mesma refeição da família, apenas evitando pratos muito condimentados, como pimenta, curry ou temperos industrializados. Ofereça frutas como sobremesas e evite doces, como balas, pirulitos, refrigerantes ou iogurtes.

 

Substituir o leite materno, qual o risco?

Ao substituir o leite materno por qualquer outro tipo de leite, sendo mais o mais comum, o leite de vaca, pode trazer grandes prejuízos à saúde do bebê, visto que, nenhum outro leite fornece a mesma quantidade e qualidade de nutrientes encontradas no leite materno, além disso, o leite materno possui melhor digestão enquanto os outros tipos de leite são compostos por proteínas de difícil digestão podendo gerar um processo inflamatório e alérgico.

Porém, caso haja necessidade de um desmame precoce do bebê devido há alguma necessidade especial apresentada por ele ou pela mãe, é recomendado que a substituição do leite materno seja feita por fórmulas especiais, embora mesmo assim não irá fornecer todos os nutrientes presentes no leite materno.   

 

Papinha é saudável?

As papinhas caseiras são muito saudáveis, no entanto devido ao novo estilo de vida dos brasileiros, onde se busca mais praticidade no dia-dia, observa-se uma drástica mudança nos hábitos alimentares. É importante que se ofereça somente alimentos naturais aos bebês e que se evite ao máximo a oferta de alimentos industrializados, pois apresentam grandes quantidades de sódio, açúcares, corantes e conservantes. Além disso, devido seu processo de preparo e armazenamento, podem não oferecer todos os nutrientes para bebês.

 

Receita de comidas de bebês

Papa salgada do bebê:

Ingredientes:

2 mandioquinhas médias

2 colheres (sopa) de ervilha fresca cozida

½ abobrinha picada

1 filé de frango

Um fio de azeite

1 colher (café) de cebolinha picada finamente

Modo de preparo: lave bem todos os legumes e descasque. Corte os legumes e o filé de frango em cubos pequenos e reserve. Em uma panela pequena aqueça o azeite em fogo baixo e em seguida coloque o filé de frango para dourar, posteriormente adicione os demais ingredientes, tampe a panela e deixe cozinhar até que os legumes estejam macios e de fácil mastigação. Adicione a cebolinha e misture. Espere esfriar para não queimar a boca do bebê e amasse com um garfo ou passe em uma peneira. Agora é só servir!

 

Sopa cremosa de abobora

Ingredientes:

½ abóbora japonesa

½ xícara de espinafre

150g de carne cortada em cubos

1 xícara de quinoa já cozida

Um fio de azeite

Modo de preparo: lave bem a abóbora, retire a casca e em seguida corte em cubos pequenos. Limpe o espinafre e separe as folhas. Em uma panela de pressão, aqueça o azeite em fogo baixo e em seguida coloque a carne para dourar. Deixe a carne cozinhando na pressão até ficar macia. Após o cozimento da carne, adicione a abóbora e cozinhe até ficar macia, adicionando o espinafre por último, já que cozinha mais rápido. Após o cozimento bata a sopa no liquidificador. Volte todos os ingredientes para a panela espere esfriar e sirva para o bebê.

 

Papa doce:

½ banana

1 fatia de mamão papaya

½ laranja lima

Modo de preparo: lave bem todas as frutas, e em seguida corte em cubos pequenos a banana e o mamão (exceto a laranja). Faça um suco com a laranja e adicione sobre as frutas. Dica: caso o bebê ainda não consiga mastigar muito bem os alimentos, amasse os pedacinhos com um garfo para facilitar a mastigação.




Quer saber mais sobre Alimentação para bebês?


TÓPICOS RELACIONADOS
tabela crescimentoBLOG
Alimentos para crescer
+ SAIBA MAIS
Salada CaesarBLOG
Salada Caesar leve!
+ SAIBA MAIS
PilatesARTIGOS
Pilates
+ SAIBA MAIS
Batata doceBLOG
Receita de Mousse light de manga
+ SAIBA MAIS

PRODUTOS RELACIONADOS
SmoothieSmoothies Mix de Frutas, Maça, Uva e Framboesa
Jasmine

De: R$6,50
Por: R$4,90
Fralda descartávelFraldas descartáveis
Wiona

Por: R$89,90
Petit Fruit, Maçã e BananaPetit Fruit, Maçã e Banana
DoPomar

Por: R$10,00
Kit BebêKit Baby 1 (Shampoo, Cond, Pomada, Necessaire)
Vyvedas

De: R$72,00
Por: R$65,00