Clique e saiba mais sobre inflamação aqui! – Natue

Artigos > Inflamação

Inflamação – Saiba tudo sobre o tema na Natue!

O que é? O que acontece quando inflama? Como tratar? Essa e outras respostas aqui!

Inflamação

Quando sofremos algum corte, por exemplo, logo em seguida o local fica avermelhado, mais inchado e doloroso. Porém, isso é normal e faz parte do processo de cicatrização e defesa do nosso organismo, no qual a inflamação faz parte. Conheça mais sobre o processo inflamatório e como ele ocorre no nosso organismo.

Como funciona o processo inflamatório

A inflamação é caracterizada por uma combinação de alterações fisiológicas, imunológicas e bioquímicas que ocorrem após alguma agressão ao nosso organismo, seja ela uma infecção ou lesão dos tecidos, como por exemplo um corte, lesão muscular, etc.

Pode-se dizer que a inflamação é uma reação normal do nosso organismo e benéfica para ele, já que age protegendo o nosso corpo contra agentes estranhos (ex. micróbios e toxinas), promove o reparo, regeneração e recuperação do tecido, além de conservar a energia do nosso corpo. Em outras palavras, se não houvesse processo inflamatório as feridas nunca iriam se cicatrizar e as infecções iriam prosseguir sem controle.

A inflamação passa a ser algo ruim quando é extensiva, prolongada ou não regulada. Isso ocorre porque os componentes da reação inflamatória que destroem e eliminam os micróbios e os tecidos mortos, são capazes também de causar danos aos tecidos normais do nosso corpo.

Tipos de inflamação

A inflamação pode ser aguda ou crônica. A inflamação aguda é aquela que ocorre logo após a agressão. Nesta fase nosso corpo passa a sofrer algumas alterações, como o aumento do fluxo sanguíneo e da permeabilidade vascular (os líquidos presentes no vaso sanguíneo ficam mais susceptíveis ao extravasamento para fora do vaso). Além disso, ocorre também um aumento no número de leucócitos (células de defesa do nosso organismo) no foco da lesão e liberação de substâncias inflamatórias. Ela possui início rápido e curta duração (com duração de poucos minutos a poucos dias). Além disso, a inflamação aguda pode ser iniciada por diversos motivos, tais como: infecções (bactérias, fungos, vírus, parasitas, etc.), trauma (corte e penetração), necrose tecidual (morte de algum tecido), corpos estranhos (farpas, poeiras, etc.) e reações imunológicas.

Já a inflamação crônica possui duração mais longa (dias a anos) e é mais insidiosa, ou seja, surge mais devagar e sem sintomas. Além disso, é caracterizada pelo influxo de células como linfócitos macrófagos e fibrose (cicatrização). Os fatores que causam a inflamação crônica são: infecções persistentes por microorganismos difíceis de combater, doenças inflamatórias imunomediadas e exposição prolongada a agentes altamente tóxicos.

Vale lembrar ainda que a inflamação aguda pode evoluir para uma inflamação crônica, quando a resposta aguda não pode ser resolvida ou devido à resistência do agente causador da lesão ou pela interferência com o processo normal de cura.

Sintomas da inflamação

Os sintomas mais comuns relacionados à inflamação são:

  • Dor;
  • Vermelhidão;
  • Inchaço ou edema;
  • Calor;
  • E em alguns casos pode haver febre, hipotensão (a pressão abaixa) e perda de peso;

Doenças inflamatórias

Muitas doenças envolvem o processo inflamatório, que por sua vez pode ser a causa de dano tecidual, assim como ocorre na esclerose múltipla, doença de Alzheimer, artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistêmico, lesão do cérebro e medula espinal e acidente vascular encefálico.

Tratamento para infecção

O tratamento da inflamação é feito por meio do uso de medicamentos anti-inflamatórios, que por sua vez podem ser de dois tipos:

  • Corticóide (corticoesteróide);
  • Anti-inflamatório não esteroide;

Porém, vale lembrar que o consumo de medicamentos deve ser sempre orientado por um médico!

Alimentos com ação anti-inflamatória

Além dos medicamentos, a dieta também pode funcionar como uma aliada no processo inflamatório, isso porque alguns alimentos apresentam-se como anti-inflamatório natural. Confira uma listinha de alimentos que podem ser incluídos no cardápio para ajudar no processo inflamatório!

  • Peixes de água fria: salmão, sardinha, arenque, etc. e óleo de peixe, devido a presença de ácidos graxos poli-insaturados da família ômega 3, como o EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA (ácido docosahexaenóico);
  • Uvas e vinho tinto, devido à presença de resveratrol;
  • Cúrcuma, devido a presença de curcumina;
  • Chá verde, devido à presença de catequinas;
  • Frutas cítricas e maçã, devido à presença de quercitina;
  • Óleo de oliva, devido à presença de tirosol;
  • Tomate, melancia e goiaba, devido à presença de licopeno;
  • Gengibre, devido à presença de gingerol;
  • Soja, devido à presença de ginisteína;
  • Pimenta vermelha, devido à presença de capsaicina;
  • Romã, devido à presença de ácido elágico;

Além disso, alguns alimentos também podem ajudar nesse processo, como por exemplo, o cranberry (inflamação e infecção do trato urinário) e goji berry anti-inflamatório, por serem ricos em substâncias antioxidantes.




Quer saber mais sobre Inflamação?


TÓPICOS RELACIONADOS
Cápsulas de Ômega 3LOJA
Ômega 3
+ SAIBA MAIS
Balde de cranberryBLOG
Cranberry: Conheça seus benefícios
+ SAIBA MAIS
ARTIGOS
Chia: Confira os benefícios aqui!
+ SAIBA MAIS

PRODUTOS RELACIONADOS
Ômega 3 FortvittaÔmega-3
Fortvitta

De: R$33,99
Por: R$30,50
GlutaminaGlutamine
ADS

De: R$112,88
Por: R$95,95
Cranberry em cápsulas com picolinato de cromoCranberry com picolinato de cromo
Beavita

De: R$45,00
Por: R$29,25
Bala de gengibre sacoBala de Gengibre - Cravo e Canela
Prodapys

Por: R$4,50