Bebeu demais e tá de ressaca? Confira nossas dicas – Natue

Artigos > Dieta Paleolítica

Dieta Paleolítica – Saiba tudo sobre o tema na Natue!

O que é? Quais benefícios? Como fazer? Essa e outras respostas aqui!


Ruiva na cama de ressaca

Ressaca

Depois de uma festa “daquelas”, você começa a sentir dor de cabeça, enjoo, sono, etc. e percebe que exagerou na bebida e está de ressaca! Pois bem, a ressaca é mesmo muito incômoda e acaba prejudicando todas as tarefas que temos que realizar após a balada, tais como trabalhar, estudar, etc. Por isso, além de saber um pouco mais sobre a ressaca, nesse artigo você vai conferir algumas dicas para amenizar seus sintomas e apresentar uma melhor recuperação!

Por que ficamos de ressaca?

O motivo pelo qual ficamos de ressaca ou veisalgia (termo técnico utilizado pelos médicos) já é bem conhecido pela maioria das pessoas e está diretamente associada aos efeitos apresentados após o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, tais como cerveja, cachaça. etc. Trata-se de uma intoxicação aguda ocasionada pelo álcool que ocorre de 6-8 horas após o seu consumo, e é durante este período que os sintomas costumam aparecer podendo durar até 24 horas.

Depois que consumimos uma cervejinha, uma vodca ou qualquer outra bebida alcóolica, ela é absorvida pelo nosso organismo e chega na nossa corrente sanguínea. Neste momento, é enviado um sinal para o nosso cérebro ordenando a diminuição da produção do hormônio vasopressina (antidiurético) fazendo com que o rim não reabsorva a água que chega até ele, ocorrendo assim a eliminação álcool na forma de urina. É por esse motivo que urinamos mais quando estamos de ressaca, fator esse que favorece a desidratação.  

Além disso, o nosso organismo passa por um grande estresse para tentar se livrar do álcool, sendo que apenas 2-10% é eliminado pelo rim e pulmão, sobrando o maior trabalho para o fígado que, por sua vez, é responsável por sua metabolização, transformando-o em gordura para que possa ser, posteriormente, eliminado na forma de bilirrubina. Porém, quando sobrecarregado, o fígado não consegue eliminar o álcool e acaba armazenando-o na forma de gordura, podendo contribuir para o ganho de peso. O consumo prolongado de álcool pode ainda lesar o fígado, ocasionando complicações como: câncer, úlceras, fígado gorduroso, cirrose e em alguns casos à morte.

Em outras palavras, quando ingerimos uma grande quantidade de álcool, nosso organismo tem que trabalhar dobrado para conseguir metabolizar e eliminar esse excesso, sobrecarregando todos os órgãos envolvidos, como o rim, o fígado e o pulmão, geralmente assim um desequilíbrio geral no nosso organismo. E não é só isso, o consumo frequente de álcool pode causar dependência.

Sintomas que indicam a ressaca

Os sintomas podem variar de acordo com cada pessoa, no entanto os mais comuns são: dor de cabeça, náuseas, tontura, problemas de concentração, desidratação, diarreia, fadiga, pirose, tremores, ansiedade, falta de apetite, sudorese, sonolência ou falta de sono e irritabilidade.

Dicas para evitar a ressaca

  • Alimente-se bem antes de ingerir bebidas alcóolicas;
  • Consuma bebidas alcóolicas com moderação;
  • Consuma lentamente as bebidas alcóolicas para que o álcool demore a chegar à corrente sanguínea e o corpo possa adaptar-se a essa situação;
  • Evite bebidas com alto teor de álcool em sua composição como, por exemplo, as bebidas destiladas (cachaça, uísque, vodca);
  • Faça pequenos lanches durante o período em que estiver ingerindo bebidas alcóolicas;
  • Mantenha-se bem hidratado alternando o consumo de bebidas alcóolicas juntamente com outros líquidos, como a água ou sucos naturais;
  • Continue a hidratar-se após o consumo de álcool;
  • Evite deitar logo após o consumo de bebidas alcóolicas.

Alimentação anti-ressaca

A alimentação também faz parte da recuperação para ressaca! Após a ingestão de bebidas alcóolicas recomenda-se que se faça refeições leves e saudáveis, com intervalos menores, evitando o jejum prolongado, pois o organismo passou por um período de estresse e precisa se recuperar. Sendo assim, nada de abusar de alimentos ricos em gorduras, sódio, corantes, conservantes, etc., já que podem sobrecarregar ainda mais o nosso fígado! Sendo assim, para curar a ressaca e melhorar a disposição após a bebedeira, nada melhor do que muita água e uma alimentação o mais natural o possível! Confira algumas dicas:

  • O consumo de água e sucos naturais ajudam na hidratação e na reposição de eletrólitos perdidos;
  • As frutas irão auxiliar na reposição de vitaminas e minerais;
  • A banana é rica em potássio e, além disso, é uma ótima opção neste momento, pois o consumo de álcool reduz as concentrações de potássio do organismo;
  • O chá verde auxilia na desintoxicação, além de apresentar ação antioxidante, combatendo assim os radicais livres formados;
  • A quinoa é fonte de aminoácidos essenciais e pode ser facilmente combinada com um suco ou iogurte contribuindo neste momento de recuperação;



Quer saber mais sobre Ressaca?


TÓPICOS RELACIONADOS
Fundue no frioBLOG
Por que sentimos mais fome no frio?
+ SAIBA MAIS
Imunidade AlimentosBLOG
Como melhorar a imunidade
+ SAIBA MAIS
ARTIGOS
Imunidade
+ SAIBA MAIS
Dormir sorrindoBLOG
Dormir bem: uma boa noite de sono pode fazer muito pela nossa saúde!
+ SAIBA MAIS

PRODUTOS RELACIONADOS
Intantâneo Chá VerdeChá Verde de abacaxi com hortelã
Nu3

De: R$23,70
Por: R$15,40
Café VerdeCafé Verde com Picolinato de Cromo
Beavita

De: R$49,90
Por: R$29,90
Saco de farinha de quinoaFarinha de Quinoa
Vitalin

Por: R$13,60
Óleo de AbacateÓleo de Abacate
Nutraway

Por: R$46,90