Cálcio, magnésio, zinco e vitamina D: aumente o consumo desses nutrientes

2 anos atrás  Por  Equipe Natue     Sem Comentários

calcio_magnesio_zinco-vitaminaD_capa

por Nature’s Bounty

Uma das principais formas de cuidar da saúde é ficar atento à alimentação, pois os nutrientes consumidos através da dieta são essenciais para manter o nosso corpo funcionando corretamente. Para consumir as quantidades de vitaminas e minerais que o corpo precisa é essencial ter uma alimentação equilibrada, que também é muito importante para reduzir o risco de diversas doenças1. Apesar disso, muitas pessoas não praticam hábitos saudáveis relacionados à dieta, o que indica que é cada vez maior a necessidade do uso da suplementação de vitaminas e minerais que não estão sendo obtidos através da alimentação, como cálcio, magnésio, zinco e vitamina D. Entenda abaixo a importância desses nutrientes para o corpo e para a saúde:

CÁLCIO

É o mineral presente em maior quantidade no organismo. Fundamental para manter ossos e dentes saudáveis, tem papel na contração muscular e no metabolismo energético.  O corpo humano tem como principal reservatório o esqueleto que, juntamente com os dentes, armazena 99% do total de cálcio. Além disso, é crucial para inúmeras outras funções como a divisão celular, contração dos músculos, secreção de hormônios e coagulação sanguínea2.


style="display:block; text-align:center;"
data-ad-layout="in-article"
data-ad-format="fluid"
data-ad-client="ca-pub-7878685036491382"
data-ad-slot="6234138731">

MAGNÉSIO

Esse mineral é fundamental para uma grande variedade de funções no nosso corpo3. Uma baixa quantidade de magnésio está relacionada a várias doenças incluindo aterosclerose, hipertensão, diabetes mellitus e alguns tipos de câncer4. Além disso, sua deficiência contribui para o aumento do risco de osteoporose, sendo a suplementação uma intervenção útil para manter a integridade dos ossos5. O magnésio também atua como relaxante muscular ajudando a evitar dores e fadiga. Enquanto o cálcio atua como um estimulador da contração muscular, o magnésio atua como relaxador2. Sua deficiência pode comprometer a contração dos músculos não apenas durante a atividade física, mas também na contração que envolve os órgãos, comprometendo o funcionamento destes6.

ZINCO

Os principais benefícios do zinco para a saúde incluem sua participação no sistema imunológico, divisão celular, desenvolvimento reprodutivo, restabelecimento da pele e ferimentos e saúde óssea, indicando que sua ação é amplamente distribuída em todos os sistemas do organismo. Além disso, o zinco tem papel antioxidante e ainda aumenta a atividade da vitamina D7.

VITAMINA D

Apesar da sua deficiência estar se tornando cada vez mais comum, é um dos poucos nutrientes produzidos pelo nosso corpo. Para gerar vitamina D a pele precisa ser exposta à luz solar8 e, mesmo assim, existe uma série de fatores que podem prejudicar essa produção como a estação do ano, a aplicação de filtro solar, as roupas e a poluição 6,8,9. A vitamina D tem papel importante na saúde óssea, função muscular e nervosa, utilização adequada do cálcio e do fósforo pelo organismo, sistema imune, entre outros6,8.

“Avaliando o cenário atual sobre alimentação e estilo de vida, nota-se que a suplementação de vitaminas e minerais tem se mostrado cada vez mais necessária, sendo uma intervenção prática e eficaz para manter a saúde e o bom funcionamento do organismo, mas deve-se sempre considerar a individualidade de cada pessoa, entendendo seus hábitos e estilo de vida para definir a melhor forma de aliar a suplementação a uma alimentação equilibrada”, conclui a nutricionista Bruna Bellusci.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. Paschoal V, Marques N, Sant’Anna V. Nutrição Clínica Funcional: Suplementação Nutricional (Volume II). São Paulo. Valéria Paschoal Editora. 2015.
  2. ILSI BRASIL. França NAG, Martini L. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes: Cálcio. 2.ed. São Paulo. 2014.
  3. ILSI BRASIL. Monteiro TH, Vannucchi H. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes: Magnésio. São Paulo. 2010.
  4. Etcheverry P, Grusak MA, Fleige LE. Application of in vitro bioaccessibility and bioavailability methods for calcium, carotenoids, folate, iron, magnesium, polyphenols, zinc, and vitamins B6, B12, D, and E. Front Physiol. 2012; 3: 317.
  5. Castiglioni S, Cazzaniga A, Albisetti W, Maier JAM. Magnesium and Osteoporosis: Current State of Knowledge and Future Research.Directions Nutrients. 2013 August; 5(8): 3022–3033.
  6. Paschoal V, Marques N, Sant’Anna V. Nutrição Clínica Funcional: Suplementação Nutricional (Volume I). São Paulo. Valéria Paschoal Editora. 2013.
  7. ILSI BRASIL. Cominetti C, Cozzolino SMF. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes: Zinco. São Paulo. 2009.
  8. ILSI BRASIL. Peters BSE, Martini LA. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes: Vitamina D. 2.ed. São Paulo. 2014.
  9. Wacker M, Holick MF. Vitamin D—Effects on Skeletal and Extraskeletal Health and the Need for Supplementation. Nutrients. 2013 January; 5(1): 111–148.
  10. Souberbielle JC. Metabolism and effects of vitamin D. Definition of vitamin D deficiency. Biol Aujourdhui. 2014;208(1):55-68.


style="display:block; text-align:center;"
data-ad-layout="in-article"
data-ad-format="fluid"
data-ad-client="ca-pub-7878685036491382"
data-ad-slot="6234138731">

Summary
Article Name
Cálcio, magnésio, zinco e vitamina D: aumente o consumo desses nutrientes
Author
Description
Entenda a importância do cálcio, magnésio, zinco e vitamina D para a saúde!
NATUELIFE
x