Vinho protege o coração e combate os radicais livres

3 anos atrás  Por  Equipe Natue     Sem Comentários

O vinho é uma das bebidas mais antigas da humanidade, sua origem remonta há séculos. Elaborado a partir da fermentação das uvas, o vinho pode contribuir para uma vida mais saudável quando consumido como moderação e associado à alimentação equilibrada.

Benefícios do vinho

Os benefícios do vinho são diversos, especialmente pela presença de polifenóis na bebida, como as catequinas, taninos, quercetina e resveratrol. Esses compostos são encontrados nas frutas e vegetais, no entanto, apresentam maior biodisponibilidade no vinho devido ao seu processo de fermentação, que aumenta o conteúdo total de polifenóis no vinho.

Ação antioxidante: o resveratrol, composto presente na casca da uva, promove efeito protetor e combate os radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e maior risco para o desenvolvimento de doenças, inclusive câncer.

Prevenção de doenças cardiovasculares: o vinho aumenta o nível do HDL, o bom colesterol, e diminui o HDL, colesterol ruim, colaborando para a saúde do coração. A inflamação das artérias pode ser reduzida tanto pela uva quanto pelo álcool presentes no vinho.

Ação antibacteriana e antifúngica: o vinho possui propriedades antibacterianas e antifúngicas pela presença do resveratrol, produzido na casca da uva como forma de defesa da planta.

Propriedade anti-inflamatória: os polifenois do vinho têm a capacidade de reduzir a inflamação no organismo e prevenir doenças.

Existem alguns tipos de vinho: tinto (uvas escuras), branco (polpa de uvas escuras ou uvas brancas) e rosé (mistura das duas uvas), que são classificados como seco, suave ou meio doce, de acordo com o teor de açúcar. Vale ressaltar que o resveratrol é encontrado em maior quantidade no vinho tinto.

Vinho tinto ou vinho branco?

Por conter maior quantidade de polifenois com ação antioxidante, o vinho tinto é a opção que fornece mais benefícios para a saúde quando comparado ao vinho branco ou rosé.

Vinho: contraindicações

O álcool colabora para o aumento dos níveis de triglicérides e causa alterações na pressão arterial, por isso o vinho deve ser evitado por pessoas com diabete mellitus ou com hipertensão. Além disso, o consumo de bebidas alcoólicas, como o vinho, está associado a maior risco para cefaleia e enxaqueca. O vinho não deve ser consumido por gestantes e mulheres em período de amamentação. Entre os efeitos colaterais do vinho estão a desidratação causada pelo álcool e sonolência.

Summary
Article Name
Vinho protege o coração e combate os radicais livres
Author
Description
O vinho pode contribuir para uma vida mais saudável quando consumido como moderação e associado à alimentação equilibrada. Clique e conheça os benefícios do vinho!
Menu Blog
x