Dicas saudáveis para comer fora de casa

6 meses atrás  Por  Equipe Natue     Sem Comentários

comer-fora-de-casaCom o estilo de vida atual, a falta de tempo e as obrigações profissionais de hoje em dia, muitas pessoas realizam as refeições fora de casa, não apenas como uma opção mas uma necessidade.

O problema é que comer fora de casa abre margem para uma porção de deslizes que podem comprometer os hábitos de comer de forma saudável e equilibrada.

Todos os dias somos cercados de diversas opções e nem sempre optamos pela mais saudável.

Mas será que comer fora é prejudicial? Será que engorda? É possível comer bem fora de casa e se manter saudável? Conheça aqui algumas dicas para manter a alimentação saudável mesmo comendo fora de casa!

Qual tipo de restaurante escolher?

Existem diversas alternativas, tais como:

  • Churrascarias
  • Fast-foods
  • Restaurantes à la carte (com menu e pratos e combinações pré-determinados)
  • Self-service

Dentre essas, prefira os restaurantes self-service ou de comida por quilo, afinal, apresentam maior flexibilidade e opções de escolha, das quais você pode variar em qualidade e quantidade.

Atenção às condições higiênicas do local

Um restaurante não deve apenas dispor de opções saudáveis, mas a alimentação saudável também requer que os alimentos sejam seguros, ou seja, não ofereçam riscos de contaminação e intoxicação alimentar.

Por isso, se atente às condições do local em questões de higiene, a apresentação dos funcionários e principalmente a qualidade da comida.

É muito importante que os alimentos sejam servidos na temperatura ideal. Em alguns restaurantes é possível checar a temperatura dos balcões térmicos. Os que servem alimentos quentes devem estar entre 80ºC e 90ºC, e os que servem saladas e alimentos frios abaixo de 10ºC.

Porções e Variedade

A flexibilidade é sempre bem-vinda, mas é preciso se atentar ao tamanho das porções.

Não se sirva de porções muito grandes. Um erro comum é encher o prato com poucas opções, quando na verdade o mais adequado é variar!

Monte um prato colorido e variado, com pequenas porções de diversos itens!

Antes de se servir, observe tudo o que tem disponível

Vamos supor que você se serviu de arroz, e lá na frente encontra macarrão – outra opção fonte de carboidratos.

Nesse momento você se arrepende de ter pego o arroz, ou coloca ambas opções no prato.

Para evitar que acabe pecando por excesso, observe primeiro tudo o que está disposto no balcão e planeje o que vai colocar no prato!

Abuse das saladas, verduras e legumes

Melhor opção para aproveitar a variedade, não hesite em abusar das saladas. Escolha folhosos e legumes, varie as opções entre crus e cozidos, mas prefira os crus – que mantêm maior concentração de fibras e nutrientes.

As saladas geralmente são entradas porque é uma ótima estratégia você consumir no início da refeição até estar quase satisfeito.

Isso faz com que você não exagere no prato principal e acompanhamentos, consumindo menos quantidade e menos calorias.

Sem falar que o custo acaba bem baixo, considerando que o peso das saladas e a contribuição para o preço do prato é mínimo.

Prefira alimentos integrais

São ótimas opções também pela fonte de fibras e por ajudarem na saciedade.

Não exagere na proteína

O mesmo exemplo dos carboidratos (arroz, macarrão, mandioca, batata, farofas, etc.) serve aqui. Caso estejam servindo duas fontes proteicas (carnes em geral) que você gosta, escolha uma ou pegue meia porção de cada.

Nossa cultura faz com que tenhamos uma dieta hiperproteica quando comemos fora, o que pode ser prejudicial a longo prazo.

Evite embutidos como salsichas e linguiças, pegue leve com as carnes vermelhas gordurosas e aposte em carnes magras e brancas como aves e peixes. Os ovos cozidos são sempre uma boa opção também!

Evite gorduras e frituras

Atente-se ao modo de preparação dos alimentos. Evite gorduras, frituras e empanados, que são fontes de gorduras prejudiciais.

O consumo exagerado desses itens contribui para aquela indisposição que surge ao final das refeições. Prefira refeições grelhadas, cozidas, assadas ou cozidas no vapor.

Experimente novos alimentos

Além de se servir do que gosta, self-service também é uma ótima opção para experimentar alimentos que você não conhece ou não tem o costume de consumir.

Afinal não tem comprometimento em pegar apenas um pouquinho para experimentar os itens que geralmente você não possui ou prepararia em casa!

Aproveite as sementes e complementos

Adicione à salada essas sementinhas como quinoa, linhaça, gergelim e chia!

São fontes de vitaminas, minerais, fibras e gorduras boas. Ajudam a aumentar o valor nutricional do prato de forma sutil, sem grandes interferências no sabor e no preço.

Evite os molhos a parte

Evite aqueles molhos e condimentos como molho de soja e molhos de salada industrializados. Além das calorias vazias eles contém muito sódio e conservantes.

Evite também maionese, ketchup e mostarda. Para temperar a salada prefira o básico: vinagre, sal e azeite.

Sobremesa e bebidas

Fuja dos refrigerantes e sucos industrializados, dando lugar aos sucos naturais ou água, que é a melhor opção. Caso seja fã de sobremesas, substitua os doces pelas frutas, que contém fibras, vitaminas e minerais!

Aproveite a refeição

Ainda que tenha pouco tempo para comer, saboreie com calma, sem pressa.

Comer rápido atrapalha a ação das enzimas que digerem os alimentos, prejudicando a digestão. Comer com calma ajuda nesse processo, o aproveitamento dos nutrientes e ainda colabora para a sensação de saciedade.

 

Summary
Article Name
Dicas saudáveis para comer fora de casa.
Author
Description
Confira dicas importantes do que preferir para comer fora de casa sem abrir mão de escolhas saudáveis
Menu Blog
x