Aprenda a fazer a dieta ortomolecular

1 ano atrás  Por  Equipe Natue     Sem Comentários

dieta_ortomolecular_o_que_é

Manter uma alimentação saudável é fundamental para a saúde e o bem-estar e a dieta ortomolecular promove combinações específicas de nutrientes, capazes de reequilibrar o organismo. Saiba mais sobre o que é dieta ortomolecular e seus benefícios.

O que é dieta ortomolecular

A dieta ortomolecular é um plano alimentar que busca o equilíbrio bioquímico do organismo a partir do consumo de oligoelementos, vitaminas e aminoácidos. Tem como objetivo combater o excesso de radicais livres, responsáveis pelo estresse oxidativo, envelhecimento precoce e maior risco para o desenvolvimento de doenças.

Para fazer essa dieta, é preciso realizar exames de sangue, urina e cabelo para verificar a carência de vitaminas e aminoácidos. Detectada alguma deficiência ou até mesmo o excesso de nutrientes, o especialista ortomolecular propõe o consumo de alimentos funcionais e orgânicos, além de uma suplementação específica e individualizada de vitaminas, minerais, aminoácidos e antioxidantes para corrigir as alterações nutricionais e neutralizar os danos causados pelos radicais livres.

Dieta ortomolecular emagrece?

Com o equilíbrio entre a alimentação e a suplementação de vitaminas e minerais, a dieta ortomolecular ajuda no processo de emagrecimento saudável, além de contribuir para a prevenção de diversas doenças.

A suplementação deve ser seguida por um período curto, apenas para corrigir as deficiências nutricionais, mas o cardápio deve ser seguido sempre, para que a perda de peso seja efetiva.

A dieta ortomolecular também melhora a imunidade, controla os sintomas da TPM e diminui a vontade de comer doces.

Dieta ortomolecular: cardápio

A dieta ortomolecular não restringe calorias ou grupos alimentares, mas prioriza a qualidade do alimento consumido. Assim, no cardápio da dieta ortomolecular deve-se excluir das refeições alimentos refinados, industrializados e ricos em açúcar e gordura.

A melhor forma de seguir essa dieta é diminuir a quantidade de sal, consumir bastante água e priorizar o consumo de folhas, frutas, vegetais, cereais integrais, leguminosas, sementes e carnes magras.

Como fazer dieta ortomolecular?

O recomendado é seguir um plano alimentar individualizado, de acordo com as necessidades nutricionais de cada um, no entanto, algumas dicas ajudam a seguir a dieta ortomolecular:

  • Priorize alimentos orgânicos, pois possuem maior concentração de nutrientes e são cultivados sem aditivos químicos, como fertilizantes e agrotóxicos.
  • Consuma alimentos integrais, como arroz, massas e pães.
  • Aumente a ingestão de frutas frescas, oleaginosas e legumes, pois são alimentos antioxidantes.
  • Faça refeições leves no jantar, com legumes, verduras e carnes magras.
  • Alimente-se a cada 3 horas para evitar consumir grandes volumes de alimentos em uma refeição.
  • Beba água no intervalo das refeições.
  • Restrinja o consumo de frituras e alimentos muito gordurosos.
  • Evite a ingestão de álcool, refrigerantes e bebidas açucaradas.

Dieta ortomolecular para hipotireoidismo

A dieta ortomolecular pode auxiliar na melhora de diversas desordens do organismo, entre elas os desequilíbrios hormonais, como o hipotireoidismo, condição na qual há baixa produção dos hormônios da tireoide. Essa deficiência acelera o envelhecimento e diminui a qualidade de vida.

Adote essas dicas e viva de forma mais equilibrada e saudável! Para continuar acompanhando informações sobre alimentação saudável, atividade física e bem-estar, assine nossa newsletter e receba conteúdos em seu e-mail. Caso tenha dúvidas, deixe um comentário!

Summary
Article Name
Aprenda a fazer a dieta ortomolecular
Author
Description
Saiba o que é a dieta ortomolecular, os seus benefícios para a saúde, os alimentos que podem ser consumidos e se ela pode mesmo ajudar no emagrecimento.
NATUELIFE
x